Ozires Silva é eternizado com estátua que ficará exposta no acervo do Museu EPCAR no Ceará

Ozires Silva é eternizado com estátua que ficará exposta no acervo do Museu EPCAR no Ceará
Compartilhar

Representantes do INVOZ participam da inauguração das estátuas de Ozires Silva e Santos Dumont, uma preservação da história e cultura da aviação brasileira no museu em Guaramiranga (CE)

Representantes do INVOZ estiveram em outubro no Ceará para lançar o livro Cultura de Excelência – Reflexões sobre o Sucesso da Embraer e aproveitaram para realizar uma visita importante àcidade de Guaramiranga, onde foram conhecer o Museu EPCAR. 

Na cidade, além de conhecer o acervo do Museu EPCAR TURMA 73 / AFA 76, os representantes do INVOZ participaram da cerimônia de inauguração das estátuas de Ozires Silva e Santos Dumont, que estarão ao lado de outras personalidades da história aeroespacial brasileira. O evento contou com 70 pessoas, no último dia 24 de outubro.

As estátuas foram elaboradas em fibra de vidro pelo artista plástico Ricardo Câmara. O processo iniciou-se com a modelagem do busto em softwares de modelagem 3D, seguido pela impressão em impressoras 3D, incorporando tecnologia de ponta ao artesanato. Em seguida, realizou-se a montagem do busto, utilizando fibra de vidro para o corpo da escultura. O trabalho artístico foi além, envolvendo cuidadosa pintura, emassamento e acabamentos para garantir uma representação fiel e duradoura das personalidades homenageadas. O tempo de produção ficou em torno de quatro semanas, assegurando a qualidade e o realismo das estátuas e refletindo o comprometimento com a excelência artística.

Joaquim Caracas, idealizador e fundador do Museu EPCAR TURMA 73 / AFA 76, que fica no Hotel Vale das Nuvens, dentro do sítio São Francisco,comentou sobre a homenagem a Ozires Silva e Santos Dumont.

“A inclusão de Ozires Silva é um tributo mais que merecido. Sua trajetória é lendária, desde ser um dos fundadores da Embraer até liderar o processo de privatização que catapultou a empresa para se tornar uma das maiores fabricantes de aeronaves do mundo. E neste ano, comemoramos os 150 anos do Pai da Aviação”. Ao realizar essas homenagens, sinto que estou contribuindo para a construção de um legado no Brasil. É um resgate profundo da história e das conexões entre personalidades que moldaram a aviação brasileira. Estamos não apenas preservando o passado, mas também inspirando as gerações presentes e futuras a se conectarem com a incrível jornada da aviação no nosso país”, concluiu.

“De fato, foi um momento de grande emoção, para nós do INVOZ, ver a escultura de Ozires Silva presente neste museu tão significativo para a história e cultura aeronáutica”, declarou Neide Pereira Pinto, presidente do INVOZ.

Joaquim também falou do contentamento de ter a presença do INVOZ nesse momento tão importante para o Museu EPCAR.

“Receber o grupo do INVOZ para a inauguração foi uma fonte imensa de orgulho. Uma organização tão notável, fundada pelo ilustre Ozires Silva e composta por engenheiros, mentores e profissionais destacados da Embraer e da aeronáutica, representou para nós um sinal claro de que estamos trilhando o caminho certo. A presença valida nosso esforço, mas também inspira a continuidade e expansão do museu. É um testemunho de que devemos persistir, aprimorar e deixar um legado cada vez mais expressivo no cenário brasileiro”, finalizou.

O próximo sonho de Joaquim Caracas é replicar a casa e objetos de Santos Dumont, na mesma área do Museu EPCAR em Guaramiranga. Para isso, contará com o apoio do INVOZ, por conta de São José dos Campos ter a planta da Casa Encantada, e da Fundação Santos Dumont, que contribuirá para a réplica dos objetos. 

Sobre O Museu EPCAR

O Museu EPCAR TURMA 73 / AFA 76 nasceu em 2019, guiado pelo propósito nobre de homenagear e preservar a rica história da aviação brasileira. A própria fachada do museu, uma réplica da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) em Barbacena-MG, tem um significado pessoal para Joaquim Caracas, já que foi onde ele trilhou seu caminho. Em 19 de março de 2022, o museu deu um passo significativo com sua primeira expansão, criando um espaço dedicado a ilustres personalidades da região de Guaramiranga e do restante do país que se destacaram na Força Aérea Brasileira. 

O acervo conta com uma variedade impressionante de peças históricas. Entre elas, destacam-se três aeronaves significativas: Xavante, AMX e T-25, além de dois simuladores de voo do Xavante utilizado na época para treinamentos da FAB. A exposição abrange uma vasta gama de elementos, desde uniformes, miniaturas e até fotografias, todos relacionados à rica história da aviação brasileira, com ênfase especial na turma EPCAR 73 e AFA 76. Dentro do museu, os visitantes podem explorar um espaço dedicado a informações e esculturas em tamanho real de notáveis personalidades, como o cientista Fernando de Mendonça, premiado com uma pedra lunar por sua contribuição na missão Apollo 11. Também personalidades como o ex-presidente José Linhares, de Guaramiranga, responsável pelo decreto de criação do ITA; Rita Barroso de Albuquerque, primeira cearense, de Guaramiranga, a obter o brevê no Estado; Marechal Casimiro Montenegro, cearense idealizador do ITA, CTA e do Correio Aéreo Nacional; Danilo Moura, piloto gaúcho heroico da II Guerra Mundial; Luiz Severiano Ribeiro, de Guaramiranga, o “Rei do Cinema” do Brasil, e a homenagem à Turma de Engenharia Civil de 1977 da UFC, que foi uma das turmas de destaque da Universidade Federal do Ceará, na qual Joaquim Caracas, fundador do Museu EPCAR e Hotel Vale das Nuvens, estudou. Desde a abertura do Museu, há quatro anos, superando desafios como o período de pandemia e quarentenas, foram registradas mais de 20 mil assinaturas no Livro de Visitantes, localizado na entrada do Museu. O museu recebe uma média de mais de 100 visitantes por dia, nos finais de semana, refletindo o crescente interesse na rica história da aviação brasileira. 

By Solange Bortoleto